PITTY – MATRIZ AO VIVO NA BAHIA

PITTY – MATRIZ AO VIVO NA BAHIA

Tracklist

Bicho Solto

Ninguém é de Ninguém

Admirável Chip Novo

Memórias

Setevidas

Noite Inteira (Feat. Lazzo Matumbi)

Te Conecta – Tudo Me Faz Sentido (Feat. Lazzo Matumbi)

Na Sua Estante

Motor

Redimir

Teto de Vidro

Quem Vai Queimar?

Dançando

Equalize

Roda (Feat. BaianaSystem)

Bahia Blues

Me Adora

Máscara – Bonecas Pretas (Feat. Larissa Luz)

Sol Quadrado (Feat. BaianaSystem, Lazzo Matumbi, Larissa Luz)

Ficha Técnica DVD “Matriz Ao Vivo no Bahia”

Pitty: Voz, Violão e Percussão

Daniel Weksler: Bateria e Percussão

Gui Almeida: Baixo e Violão Martin Mendonça: Guitarra e Violão

Paulo Kishimoto: Teclados, Lap Steel e Percussão

Roteiro e Direção do Show: Pitty

IRA! VIVENDO E NÃO APRENDENDO – 1986

IRA ! Vivendo e não aprendendo – (CD/Álbum Completo) – 1986

00:00 – Envelheço na cidade 03:13 – Casa de papel 06:43 – Dias de luta 11:04 – Tanto quanto eu 13:40 – Vitrine viva 15:51 – Flores em você 17:38 – Quinze anos 20:12 – Nas ruas 24:23 – Gritos na multidão (ao vivo) 27:30 – Pobre paulista (ao vivo) 32:13 – Não pague pra ver 34:51 – Flores em você versão fodástica 37:16 – Pobre paulista (versão de estúdio) 41:39 – Nasci em 62 43:40 – Tanto quanto eu (take alternativo)

RENATO FREITAS: “FUI ASFIXIADO E CASSADO POR LUTAR CONTRA O RACISMO EM CURITIBA”

Renato Freitas: “Fui asfixiado e cassado por lutar contra o racismo em Curitiba”

Renato Freitas é advogado, mestre em Direito pela Universidade Federal do Paraná – UFPR. Pesquisador na área de Direito Penal, Criminologia e Sociologia da Violência, ele já trabalhou na Defensoria Pública do Estado do Paraná e atuou como professor universitário e advogado popular. Vereador pelo PT em Curitiba, foi cassado por vereadores brancos da cidade em 22 de junho de 2022. Entrevista exibida ao vivo em 23 de junho de 2022 no Fórum Café.

“Serenatas Sem Fronteiras” promove ações em Cubatão, Grajaú, São Bernardo, Parelheiros e Osasco

De 26 de junho a 10 de julho de 2022, a Organização Palhaços Sem Fronteiras Brasil realiza uma temporada de circulação com o projeto “Serenatas Sem Fronteiras”, contemplado no edital Proac Editais 10/2021.

Foto Mariana Rocha

Unindo música e palhaçaria, o projeto promove um cortejo-espetáculo que realizará serenatas em janelas de pessoas que vivem em periferias das cidades de Cubatão, São Bernardo do Campo, São Paulo e Osasco, territórios que foram duramente afetados pela pandemia. 

Um trajeto previamente combinado com a liderança local de cada comunidade, para atrair ao máximo o público local, encantando crianças de todas as idades. Será possível acompanhar o cortejo assistindo da janela e transitando junto com a trupe de palhaçaria. Uma ação com foco em compartilhar alegrias e afetos com tantas famílias que tiveram suas vidas muito impactadas pela pandemia da COVID-19. 

O projeto tem por objetivo a regeneração afetiva, gerando um espaço de conexão e empatia através da música, uma linguagem universal que conecta as pessoas por vias afetivas, sensoriais e emotivas; e dos jogos de palhaçaria, que inspiram o riso e convocam as pessoas para uma experiência de encontro. Vivências sutis que possibilitam conexões que ultrapassam as palavras, contagiando o público dessa vez, com carinho e alegria, através de brincadeiras e de sonoridades que acolham encontros.

No repertório, estão músicas dos Palhaços Sem Fronteiras de diversos países. Canções que já fizeram surgir milhares de sorrisos que serão apresentadas em suas versões brasileiras.

“Sabe aquela música que faz lembrar de um momento incrível ou uma pessoa querida? Uma música que traz o sentimento de segurança e relaxamento, como uma canção de ninar? Ou que faça balançar o esqueleto na hora de faxinar a casa, gerando energia? São esses tipos de emoções e sensações que queremos alcançar em cada janela”, comenta Aline Moreno, Diretora Executiva da organização.

No dia 26 de junho de 2022 (domingo), às 11h, a ação será realizada na Vila Noel, e às 15h, em Pilões, ambos em Cubatão. No dia 02 de julho (sábado), às 16h, o projeto visita a Ocupação Esperança, em Osasco. E no dia 03 de julho (domingo), às 15h, visita a Favela do Sapo, em São Bernardo Campo.

No sábado, 09 de julho, às 16h30, as ações serão na Ocupação União, no Grajaú, em São Paulo. E no domingo, dia 10 de julho, às 11h, o projeto visita a Aldeia Tenondé Porã, em Parelheiros.

“Fizemos visitas técnicas aos locais das ações para ouvir histórias, decidir o trajeto e também descobrir quais músicas as pessoas daqueles lugares gostam. Durante as conversas, falar sobre música sempre abria espaço para mais afetos e histórias. Impressionante o tanto que a música comunica, mesmo em contextos e de maneiras totalmente diferentes. Essa oportunidade de nos conectarmos através de melodias e canções está sendo muito mágica. Em cada lugar que passamos, uma revelação diferente!”- comenta Tetê Purezempla, coordenadora geral do projeto.

Além dos cortejos-espetáculos, o elenco de palhaços musicais gravará em estúdio algumas das músicas apresentadas e realizará um clipe musical. Todo esse material será disponibilizado nas redes da Organização Palhaços Sem Fronteiras e em plataformas de streaming. O projeto também prevê o lançamento de um e-book com as histórias e letras das músicas escolhidas.

Sobre a ONG Palhaços Sem Fronteiras Brasil

Os Palhaços Sem Fronteiras Brasil são uma organização social sem fins lucrativos fundada em 2016, tornando-se a primeira organização da América Latina a ser aceita como integrante da organização internacional Clowns Without Borders International (CWBI), entidade mundialmente reconhecida que nasceu na Espanha em 1993 e hoje está em catorze países.

Saiba mais em: www.facebook.com/palhacossemfronteirasbrasil e @palhacossemfronteiras

Para colaborar com a Organização acesse: http://palhacossemfronteiras.org.br/doacoes/

SERVIÇO: Serenatas Sem Fronteiras

Com Palhaços Sem Fronteiras Brasil

Sinopse: Uma banda de palhaços corteja pelas ruas e vielas trazendo canções que despertam boas memórias e inspiram boas sensações. Em cada janela, várias histórias diferentes coexistem e possibilitam encontros emocionantes.  

Grátis – Classificação Livre

Quando: 26 de junho de 2022 (domingo) – Horário: 11h

Onde: Vila Noel (Cubatão)

Endereço: Avenida Principal, 03 CPC Associação de Moradores da Vila Noel, 11538-990

Quando: 26 de junho de 2022 (domingo) – Horário: 15h

Onde: Pilões (Cubatão)

Endereço: Caminho dos Pilões, 28 – Fabril, Cubatão – SP, 11543-000

Quando: 02 de julho de 2022 (sábado) – Horário: 14h

Onde: Ocupação Esperança (Osasco)

Endereço: Av. Brasil – Santa Fé, Osasco – SP, 06280-050

Quando: 03 de julho de 2022 (domingo) – Horário: 14h

Onde: Favela do Sapo (S.Bernardo Campo) –

Endereço: R. do Campinho,82 – São Bernardo do Campo, São Paulo

Quando: 09 de julho de 2022 (sábado) – Horário: 16h30

Onde: Ocupação União (GRAJAÚ -SP) – Endereço: R. Cacique Veron, 39 – Sítio Matsumura, São Paulo – SP

Quando: 10 de julho de 2022 (domingo) – Horário: 11h

Onde: Aldeia Tenondé Porã (Parelheiros) – Endereço: Estrada João Lang, 153 – Cipó do Meio, São Paulo – SP, 04895-070

Assessoria de Imprensa – Luciana Gandelini – luciana.gandelini@gmail.com – Cel: (11) 99568-8773

BELCHIOR – SUJEITO DE SORTE

BELCHIOR – SUJEITO DE SORTE

Presentemente, eu posso me
Considerar um sujeito de sorte
Porque apesar de muito moço
Me sinto são, e salvo, e forte

E tenho comigo pensado
Deus é Brasileiro e anda do meu lado
E assim já não posso sofrer
No ano passado

Tenho sangrado demais
Tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

Tenho sangrado demais
Tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

Presentemente, eu posso me
Considerar um sujeito de sorte
Porque apesar de muito moço
Me sinto são, e salvo, e forte

E tenho comigo pensado
Deus é Brasileiro e anda do meu lado
E assim já não posso sofrer
No ano passado

Tenho sangrado demais
Tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

Tenho sangrado demais
Tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

Presentemente, eu posso me
Considerar um sujeito de sorte
Porque apesar de muito moço
Me sinto são, e salvo, e forte

E tenho comigo pensado
Deus é Brasileiro e anda do meu lado
E assim já não posso sofrer
No ano passado

Tenho sangrado demais
Tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

Tenho sangrado demais
Tenho chorado pra cachorro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro

Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro
Ano passado eu morri
Mas esse ano eu não morro