Author Archives: Luciana Gandelini

“Serenatas Sem Fronteiras” promove ações em Cubatão, Grajaú, São Bernardo, Parelheiros e Osasco

De 26 de junho a 10 de julho de 2022, a Organização Palhaços Sem Fronteiras Brasil realiza uma temporada de circulação com o projeto “Serenatas Sem Fronteiras”, contemplado no edital Proac Editais 10/2021.

Foto Mariana Rocha

Unindo música e palhaçaria, o projeto promove um cortejo-espetáculo que realizará serenatas em janelas de pessoas que vivem em periferias das cidades de Cubatão, São Bernardo do Campo, São Paulo e Osasco, territórios que foram duramente afetados pela pandemia. 

Um trajeto previamente combinado com a liderança local de cada comunidade, para atrair ao máximo o público local, encantando crianças de todas as idades. Será possível acompanhar o cortejo assistindo da janela e transitando junto com a trupe de palhaçaria. Uma ação com foco em compartilhar alegrias e afetos com tantas famílias que tiveram suas vidas muito impactadas pela pandemia da COVID-19. 

O projeto tem por objetivo a regeneração afetiva, gerando um espaço de conexão e empatia através da música, uma linguagem universal que conecta as pessoas por vias afetivas, sensoriais e emotivas; e dos jogos de palhaçaria, que inspiram o riso e convocam as pessoas para uma experiência de encontro. Vivências sutis que possibilitam conexões que ultrapassam as palavras, contagiando o público dessa vez, com carinho e alegria, através de brincadeiras e de sonoridades que acolham encontros.

No repertório, estão músicas dos Palhaços Sem Fronteiras de diversos países. Canções que já fizeram surgir milhares de sorrisos que serão apresentadas em suas versões brasileiras.

“Sabe aquela música que faz lembrar de um momento incrível ou uma pessoa querida? Uma música que traz o sentimento de segurança e relaxamento, como uma canção de ninar? Ou que faça balançar o esqueleto na hora de faxinar a casa, gerando energia? São esses tipos de emoções e sensações que queremos alcançar em cada janela”, comenta Aline Moreno, Diretora Executiva da organização.

No dia 26 de junho de 2022 (domingo), às 11h, a ação será realizada na Vila Noel, e às 15h, em Pilões, ambos em Cubatão. No dia 02 de julho (sábado), às 16h, o projeto visita a Ocupação Esperança, em Osasco. E no dia 03 de julho (domingo), às 15h, visita a Favela do Sapo, em São Bernardo Campo.

No sábado, 09 de julho, às 16h30, as ações serão na Ocupação União, no Grajaú, em São Paulo. E no domingo, dia 10 de julho, às 11h, o projeto visita a Aldeia Tenondé Porã, em Parelheiros.

“Fizemos visitas técnicas aos locais das ações para ouvir histórias, decidir o trajeto e também descobrir quais músicas as pessoas daqueles lugares gostam. Durante as conversas, falar sobre música sempre abria espaço para mais afetos e histórias. Impressionante o tanto que a música comunica, mesmo em contextos e de maneiras totalmente diferentes. Essa oportunidade de nos conectarmos através de melodias e canções está sendo muito mágica. Em cada lugar que passamos, uma revelação diferente!”- comenta Tetê Purezempla, coordenadora geral do projeto.

Além dos cortejos-espetáculos, o elenco de palhaços musicais gravará em estúdio algumas das músicas apresentadas e realizará um clipe musical. Todo esse material será disponibilizado nas redes da Organização Palhaços Sem Fronteiras e em plataformas de streaming. O projeto também prevê o lançamento de um e-book com as histórias e letras das músicas escolhidas.

Sobre a ONG Palhaços Sem Fronteiras Brasil

Os Palhaços Sem Fronteiras Brasil são uma organização social sem fins lucrativos fundada em 2016, tornando-se a primeira organização da América Latina a ser aceita como integrante da organização internacional Clowns Without Borders International (CWBI), entidade mundialmente reconhecida que nasceu na Espanha em 1993 e hoje está em catorze países.

Saiba mais em: www.facebook.com/palhacossemfronteirasbrasil e @palhacossemfronteiras

Para colaborar com a Organização acesse: http://palhacossemfronteiras.org.br/doacoes/

SERVIÇO: Serenatas Sem Fronteiras

Com Palhaços Sem Fronteiras Brasil

Sinopse: Uma banda de palhaços corteja pelas ruas e vielas trazendo canções que despertam boas memórias e inspiram boas sensações. Em cada janela, várias histórias diferentes coexistem e possibilitam encontros emocionantes.  

Grátis – Classificação Livre

Quando: 26 de junho de 2022 (domingo) – Horário: 11h

Onde: Vila Noel (Cubatão)

Endereço: Avenida Principal, 03 CPC Associação de Moradores da Vila Noel, 11538-990

Quando: 26 de junho de 2022 (domingo) – Horário: 15h

Onde: Pilões (Cubatão)

Endereço: Caminho dos Pilões, 28 – Fabril, Cubatão – SP, 11543-000

Quando: 02 de julho de 2022 (sábado) – Horário: 14h

Onde: Ocupação Esperança (Osasco)

Endereço: Av. Brasil – Santa Fé, Osasco – SP, 06280-050

Quando: 03 de julho de 2022 (domingo) – Horário: 14h

Onde: Favela do Sapo (S.Bernardo Campo) –

Endereço: R. do Campinho,82 – São Bernardo do Campo, São Paulo

Quando: 09 de julho de 2022 (sábado) – Horário: 16h30

Onde: Ocupação União (GRAJAÚ -SP) – Endereço: R. Cacique Veron, 39 – Sítio Matsumura, São Paulo – SP

Quando: 10 de julho de 2022 (domingo) – Horário: 11h

Onde: Aldeia Tenondé Porã (Parelheiros) – Endereço: Estrada João Lang, 153 – Cipó do Meio, São Paulo – SP, 04895-070

Assessoria de Imprensa – Luciana Gandelini – luciana.gandelini@gmail.com – Cel: (11) 99568-8773

Ocupação Artística Canhoba recebe “Raborah: Um conto Dervixe” com a Trupe Trapaceros

No dia 26 de junho de 2022 (domingo), às 14h, com entrada gratuita, a Trupe Trapaceros apresenta “Raborah: Um conto Dervixe”, na Ocupação Artística Canhoba, que fica na Rua Canhoba, 299 – Vila Fanton – Perus – São Paulo/SP

Foto de Divulgação


A trama conta a história de Raborah, um velho criador de ovelhas que um dia se vê em apuros, e na sua desventura acaba recorrendo ao socorro de um sábio, de um lavrador e até de um ladrão de cavalos.
Misturando elementos do teatro de bonecos, música e contação de histórias, a narrativa é permeada de dúvidas e certezas, e da sabedoria milenar das tradições de contos dervixes do Oriente Médio.

Duração: 30 minutos

Classificação indicativa: Livre

Ficha Técnica:

Contadores de Histórias: Marcelo Paixão e Priscila Freire

Direção e Técnica de som: Meire Ramos

Dramaturgia: Marcelo Paixão

Bonecos: Malu Borges

Concepção e Produção: Trupe Trapaceros

Mais informações: @trupe_trapaceros e @ocupacaoartisticacanhoba

A ação faz parte do projeto “Estatísticas dos Pássaros”, do Grupo Pandora de Teatro, realizado com apoio da 36° Edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo – Secretaria Municipal de Cultura.

Coletivo Noroest realiza eventos em escolas públicas e no CEU Perus celebrando a cultura do hip-hop

No mês de junho de 2002, o Coletivo Noroest realiza a temporada de circulação do projeto “Raízes do Hip Hop – Território Noroeste”, que prevê eventos gratuitos para o público de todas as idades, celebrando a cultura das diversas periferias do Brasil, fomentando e dando visibilidade para novas produções artísticas com base na cultura hip-hop.

Foto de Divulgação

No dia 24 de Junho de 2022 (sexta-feira), às 12h, no CEU Perus, que fica na Rua Bernardo José de Lorena, s/n- Vila Fanton, em Perus.

E no dia 28 de junho de 2022 (terça-feira), às 10h, o evento será na Escola Jardim da Conquista, na Rua Recanto dos Humildes, 278 – Conjunto Habitacional Recanto dos Humildes, em Perus.

Durante os eventos, haverá a criação de painéis de Graffiti com a artista Tika Loka, show de rap com o artista MD Black e as batalhas de breaking, tradicionais disputas de dança onde cada participante defende seu estilo, interagindo e improvisando em cima das músicas executada por um DJ, contarão com a participação das b-girls Keka e Loira e dos b-boys Suicida Break e Gabriel como jurados e do DJ INSANO

Visando incentivar o hábito da leitura, sobretudo ao conteúdo da história do Hip-hop, o evento contará com uma biblioteca temática com oferta de livros e outros materiais didáticos. Um ambiente organizado e confortável que possibilitará a interação das crianças e jovens com os monitores, durante atividades lúdicas com contação de histórias e leituras de livros como “O grito do hip-hop”, “A quebrada em quadrinhos”, “Nelson Triunfo, do sertão ao Hip-hop”, “Mulher de Palavra: Um retrato de mulheres no Rap de São Paulo”, ”A pedagogia hip-hop: Consciência, resistência e saberes em luta”, “Batidas, rimas e vida escolas” e “Genealogia hip-hop”.  

Haverá ainda uma vivência prática e coletiva da dança breaking, que permitirá a participação de pessoas de todas as faixas etárias, respeitando as particularidades do público, abrindo espaço para fluir o primeiro contato com uma dança urbana.  

O projeto “Raízes do Hip Hop – Território Noroeste” surgiu a partir de uma perspectiva cultural periférica ligada à cultura Hip-Hop, movimento que vem transformando diversas ‘quebradas’ tanto na cidade de São Paulo como em outras localidades do país.  

Com ele, o Coletivo Noroest promove um circuito de formação e difusão cultural que contribui com o desenvolvimento social das comunidades por onde as ações irão passar, em geral carentes de equipamentos culturais, instigando as pessoas para uma nova perspectiva de vida tendo a ideologia Hip-Hop como base para a produção de conhecimento e compartilhamentos práticos e teóricos. 

Um trabalho realizado pelo coletivo há anos, através de projetos como “Quebrada Viva Battle”, contemplado pelo VAI – Modalidade 1 (2016 e 2019), com ações culturais em praças e pontos de cultura como: Comunidade Cultural Quilombaque Perus, Casa de Hip-Hop Perus, Ocupação Artística Canhoba – Cine Teatro Pandora. E em 2021, o projeto “Coletivo Noroest – quebrada viva” selecionado pelo Edital Proac 34/2020 – Manutenção de corpos artísticos estáveis em favelas e comunidades.

O Coletivo Noroest desenvolve ações artísticas através do Hip-Hop desde 2015, quando surgiu como Crew de Breaking Noroest Gang, sendo atualmente composto por integrantes residentes no bairro periférico de Perus, região que concentra um dos piores índices socioeconômicos da capital. 

“Por se tratar de uma arte genuína, fonte de produção de novos saberes e novas maneiras de olhar para o mundo vigente, acreditamos que através do Hip-Hop é possível conscientizar, humanizar e trocar aprendizados, potencializando valores sociais e intelectuais”, comenta o Coletivo Noroest.

As ações fazem parte do projeto “Raízes do Hip Hop – Território Noroeste” do Coletivo Noroest, contemplado no edital  PROAC N° 33/2021 – Ações Locais / Favelas e Periferias / Produção, Difusão, Capacitação e Eventos (presencial e/ou online)

Informações: www.facebook.com/Projetoquebradavivabattle e www.instagram.com/coletivonoroest

SERVIÇO: Raízes do Hip Hop – Território Noroeste

Com Coletivo Noroest e participações especiais

Classificação Livre – Grátis

Quando: 24 de junho de 2022 (sexta-feira) – Horário: 12:00

Onde: CEU Perus – Endereço: Rua Bernardo José de Lorena, s/n- Vila Fanton – Perus – SP

Quando: 28 de junho de 2022 (terça-feira) – Horário: 10:00

Onde: Escola Jardim da Conquista – Endereço: Rua Recanto dos Humildes, 278 – Conjunto Habitacional Recanto dos Humildes- Perus – SP

Programação: Batalha de Breaking 3 vs 3 com os jurados: Keka, Loira, Suicida Break e Gabriel

DJ: Insano

Graffiti: Tika Loka

Show: MD Black (Rap)

+ Atrações: Biblioteca Hip-Hop, Workshop Breaking

Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini – luciana.gandelini@gmail.com – Cel (11) 99568-8773

Projeto “Partiu Trabalho!” realiza oficinas gratuitas de teatro em escola pública de Barão de Cocais 

De 14 a 30 de junho de 2022, o projeto “Partiu Trabalho!” estará em Barão de Cocais (MG) para a realização de 10 oficinas gratuitas de artes cênicas para estudantes da Escola Estadual Padre Heitor. O objetivo é oferecer capacitação e ajuda no desenvolvimento de habilidades sócio emocionais, colaborando com a inserção desses jovens no mercado de trabalho. 

Foto de Divulgação

Unindo técnicas artísticas e pedagógicas, as oficinas são contínuas e vão abordar temas como comunicação, expressão corporal, prática do improviso, integração, trabalho em equipe, cenografia e organização cênica. 

A ideia é que, após as oficinas, os participantes tenham entrado em contato com ferramentas que desenvolvam suas habilidades, permitindo que expressem melhor suas ideias e sejam compreendidos de forma mais eficaz, exercitem a abertura em conversar com pessoas de diferentes perfis, saibam argumentar e fazer escolhas, lidar com imprevistos e até organizar o seu próprio ambiente de trabalho. 

“A partir de técnicas e cenas teatrais, esses estudantes prestes a entrar no mercado de trabalho, poderão exercitar de forma prática, como se estivessem participando de uma entrevista de emprego, ingressando no seu primeiro dia de trabalho ou precisando resolver algum conflito. O projeto busca inspirar esses jovens a usar as habilidades que têm para resolver problemas inerentes ao cotidiano de um dia de trabalho, criar laços afetivos e ascender profissionalmente”, comenta Iberê da Odin Films

Além de atividades com testes vocacionais que inspiram cada estudante a se autoconhecer para descobrir sua verdadeira vocação.  

Finalizando as oficinas, no dia 04 de julho (segunda-feira), às 8h, com entrada gratuita, haverá uma apresentação teatral com 90 minutos de duração, aberta a toda escola e à comunidade, na qual os jovens aplicarão as técnicas e todo aprendizado das oficinas. No mesmo dia, acontecerá uma palestra, com uma hora de duração de 1 hora, com o tema “Artes cênicas e sua importância na cultura”.

Nesta cidade, o projeto é patrocinado pela J.Mendes, empresa com unidades em Minas Gerais, que se preocupa com a responsabilidade social e sustentável. Por isso apoia ações como esta, que visam melhor e maior conscientização, além de potencializar a transformação local. 

“Desde sua fundação, a J. Mendes preza por uma gestão corporativa responsável e ética, fundamentada no respeito às pessoas e ao meio ambiente, comprometida, sobretudo, com o progresso do País”, comenta a empresa.

O projeto “Partiu Trabalho” é uma realização do Ministério do Turismo via Secretaria Especial de Cultura com produção da Sancell e apoio da Komedi Projetos.

Sobre a J.Mendes: Com 56 anos de trajetória, a J. Mendes é uma empresa mineradora que, ao longo de sua operação, ampliou seus negócios voltando sua estratégia aos segmentos de Mineração, Agronegócio, Gestão de Imóveis, Gestão de Terminais e Aviação. Com constantes investimentos em tecnologia, pesquisa e desenvolvimento, a J. Mendes está entre as empresas mais reconhecidas do Brasil.


Sobre o Ministério: Principal ferramenta de fomento à Cultura do Brasil, a Lei de Incentivo à Cultura contribui para que milhares de projetos culturais aconteçam, todos os anos, em todas as regiões do país. Por meio dela, empresas e pessoas físicas podem patrocinar espetáculos – exposições, shows, livros, museus, galerias e várias outras formas de expressão cultural – e abater o valor total ou parcial do apoio do Imposto de Renda. A Lei também contribui para ampliar o acesso dos cidadãos à Cultura, já que os projetos patrocinados são obrigados a oferecer uma contrapartida social, ou seja, eles têm que distribuir parte dos ingressos gratuitamente e promover ações de formação e capacitação junto às comunidades. Criado em 1991 pela Lei 8.313, o mecanismo do incentivo à cultura é um dos pilares do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), que também conta com o Fundo Nacional de Cultura (FNC) e os Fundos de Investimento Cultural e Artístico (Ficarts). Essas ações são patrocinadas pela empresa J.Mendes.

SERVIÇO: Projeto “Partiu Trabalho!” em Barão de Cocais – MG

Oficinas de Artes Cênicas

Quando: 14 a 30 de junho de 2022

Onde: E.E Padre Heitor – Endereço: Rua Conceição Caldeira, 22, São José – Barão de Cocais – MG – CEP: 35970-000

Apresentação teatral e palestra: 04 de julho (segunda-feira), às 8h

Assessoria de imprensa: Luciana Gandelini – Cel (11) 99568-8773 – luciana.gandelini@gmail.com

Companhia dos Solilóquios apresenta espetáculo “CAFÉ” em Ribeirão Preto em parceria com o Sesc

No dia 16 de junho de 2022 (quinta-feira), às 16h, com realização do Sesc Ribeirão Preto, a Companhia dos Solilóquios apresenta o espetáculo “CAFÉ” no Teatro Municipal de Ribeirão Preto, que fica na Via São Bento – Campos Elísios, Ribeirão Preto – SP. Os ingressos vão de R$ 9,00 a R$ 30,00 e podem ser adquiridos nas bilheterias das unidades do Sesc. 

Foto Rayssa Zago

Com direção e dramaturgia de Bruna Vilaça, atuações de Barroso e Weslley Nascimento, trilha sonora de Henrique Berrocal e iluminação de Rafael Araújo, o espetáculo “CAFÉ” foi criado a partir de um poema do dramaturgo Herácliton Caleb, e retrata de forma sensível e poética a história de um romance que se transforma ao longo da vida. 

A obra adentra a vida de dois rapazes que vivenciam uma trajetória romântica permeada somente por assuntos sobre café. Conflitos, inseguranças, paixões, fantasias, um misto de sensações que permeiam a vida de uma pessoa desde o período da juventude até a fase adulta. 

O espetáculo traz uma encenação que transpassa o convencional teatro realista, misturando artes plásticas, dança-teatro e musicalidades, facilitando a aproximação e a conexão entre a obra e o público. 

“Com esse espetáculo propomos um encontro afetivo. Queremos que essa história de amor e seus ritos de passagem cheguem até as pessoas levando sabor e energia, assim como um bom café”, comenta o grupo.

Idealizada em 2018, a Companhia dos Solilóquios tem como proposta a montagem de obras inéditas, propagando dramaturgias exclusivamente brasileiras e de novos formatos cênicos que possuam um grande poder de comunicação com o público, partindo sempre das temáticas sociais inerentes ao tempo presente.

Mais informações em: www.facebook.com/ciadossoliloquios ou @ciadossoliloquios

SERVIÇO: Espetáculo “CAFÉ”

Com Companhia dos Solilóquios 

Realização: Sesc Ribeirão Preto

SINOPSE: Dois rapazes se conhecem em uma cafeteria da avenida central e vivenciam uma trajetória amorosa, na qual suas fases são comparadas às de um café sendo feito. O espetáculo adentra cenas das personagens em diferentes momentos do amor e através de analogias sobre café conseguem expressar sentimentos e retratar um romance projetado para o futuro, mas perdido no tempo. Duração: 60 minutos

Classificação: 14 anos

Quando: 16 de junho de 2022 (quinta-feira) – Horário: 16h 

Onde: Teatro Municipal de Ribeirão Preto – Endereço: Via São Bento – Campos Elísios, Ribeirão Preto – SP, 14085-430

Ingressos: R$ 9,00 (Credencial Plena) – R$ 15,00 (meia entrada) – R$ 30,00 (inteira)

Os ingressos podem ser adquiridos somente nas bilheterias das unidades do Sesc

Mais informações: https://www.sescsp.org.br/programacao/cafe/

Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini – Cel: (11) 99568-8773 – luciana.gandelini@gmail.com